texto alternativo da imagem

A LENDA DO BOTO ROSA

 INTRODUÇÃO
A
lenda do boto tem sua origem na região amazônica (Norte do Brasil).
Ainda hoje é muito popular na região e faz parte do folclore amazônico e
brasileiro.
O
que diz a lenda 
De acordo com a lenda, um boto cor-de-rosa sai dos
rios nas noites de festa
junina. Com um poder especial, consegue se transformar num lindo jovem vestido com roupa social branca. Ele usa um chapéu branco para encobrir o rosto e disfarçar o nariz grande.
Com seu jeito galanteador e falante, o boto aproxima-se das jovens
desacompanhadas, seduzindo-as. Logo após, consegue convencer as mulheres
para um passeio no fundo do rio, local onde costuma
engravidá-las. Na manhã seguinte volta a se transformar no boto. 

Cultura popular:

– Na cultura
popular, a lenda do boto era usada para justificar a ocorrência de uma gravidez fora do casamento. 

– Ainda nos dias atuais, principalmente na região amazônica, costuma-se
dizer que uma criança é filha do boto, quando não se sabe quem é o pai.
As pessoas que vivem em comunidades próximas aos rios
onde habitam os botos cor-de-rosa o comem acreditando que ficarão
enfeitiçadas por ele pelo resto da vida. Acredita-se também que algumas
pessoas que comem a carne do boto ficam loucas.

 No cinema

– A lenda do boto foi transformada num filme em 1987. Com o título
de Ele, o boto, o filme tem no elenco Carlos Alberto Riccelli, Cássia Kiss e Ney Latorraca. A direção é de Walter Lima Junior.   Cadastre-se e Receba as Postagens por Email

Digite seu Email:

Ao receber o 1º email do feedburner você precisa clicar no link para confirmar sua inscrição.

Siga-nos no Facebook

Be the first to comment

Leave a comment

Your email address will not be published.


*