texto alternativo da imagem

PROJETO CONVIVENDO SEMPRE

convivencia-150x150

Amadas,
Fiz uma adaptação rapidinha aqui num antigo projeto meu para ver se ajudo de alguma forma Minha amiga “Flor de Lis” Lá de Rondônia, em seu projeto de habilidades sociais… não sei se vai ajudar flor, mas é com todo carinho que posto aqui. Beijos Mil!

 

Público alvo: Alunos na faixa etária de 3/4 anosDuração: 3 meses.Justificativa:

O Projeto Convivendo Sempre visa trabalhar através da forma lúdica e das vivências, estimulando o Raciocínio Lógico, a criatividade, auxiliando as crianças no processo de Aquisição das Habilidades Sociais.

O desenvolvimento deste projeto pode potencializar as capacidades de interação social, ampliando as possibilidades das crianças de compreenderem e transformarem a realidade, de se posicionarem diante de determinados fatos, de fazerem suas próprias escolhas, de lidar com a frustração das perdas e de administrar as vitórias.
Tendo em vista que, o jogo não pode ser visto apenas como divertimento ou brincadeira para desgastar energia, pois ele favorece os desenvolvimentos físicos, cognitivos, afetivos e principalmente a interação e o respeito pelos amigos.

“O professor não ensina, mas arranja modos de a própria criança descobrir”.(Jean Piaget)

Objetivo Geral:
•  Proporcionar as crianças a oportunidades de ampliar o desenvolvimento de suas habilidades socias através de atividades lúdicas interativas e de vivência.
Objetivos Específicos:

Desenvolver nas crianças as capacidades e oportunidades de:

  • Praticar, escolher, preservar, imitar, imaginar, dominar, adquirir competência e confiança e autonomia;
  • Adquirir novos conhecimentos, habilidades pensamentos lógicos;
  • Criar, observar, experimentar, movimentar-se, cooperar, sentir, pensar, memorizar e lembrar;
  • Comunicar, questionar, interagir com os outros e ser parte de uma experiência social mais ampla em que a flexibilidade, a tolerância e a autodisciplina são vitais;
  • Conhecer e valorizar a si mesmo e as próprias forças, e entender as limitações pessoais;
  • Ser ativo dentro de um ambiente seguro que encoraje e consolide o desenvolvimento de normas e valores sociais.
  • Promover a socialização e o respeito mútuo entre as crianças.
  • Reforçar a importância do brincar.Conteúdos (Opções de Jogos)
  • Quebra-cabeça com figuras,
  • Dominó das letras,
  • Jogo da memória com alimentos,
  • Boliche;
  • Pião;
  • Produção de massinha;
  • Brincando com quebra-cabeça de madeira.Brincadeiras dirigidas com regras simples:
  • Cobra-cega;
  • Andar de trem;
  • Corre cotia;
  • Batata quente
  • Põe a mão na cabeça (musica da raposa);
  • Vamos passear (jogo simbólico);
  • Dança da cadeira;
  • Dança com bexigas;
Ao cada semana devem ser trabalhadas atividades lúdicas, procurando estimular o raciocínio lógico das crianças, onde podem confeccionar vários jogos, motivando-as a interagirem com o grupo. As aulas transformam-se em brincadeiras significativas, que possibilitarão as crianças construírem e conhecerem cada vez mais a si, a seus colegas, e ao meio no qual estão inseridas.

 

Recursos Utilizados: Cartolina, papelão, canetinhas, tinta guache, cola, farinha de trigo, palitos de sorvete, revistas, folhetos de supermercados entre outros.
Sugestões de Jogos:

1)- Quebra-cabeça com figuras

Objetivo:
Estimular a atenção, concentração e a capacidade de análise e síntese visual.

Procedimentos:
Selecionar figuras, que as crianças achem interessantes na revista recortá-las, colá-las em uma cartolina ou papel cartão, em seguida determinar as formas como serão divididas e recortadas em alguns pedaços. Em seguida a proposta é brincar de montar novamente as figuras encaixando as peças no lugar certo. Pode ser feita uma disputa para ver quem monta mais rápido.

2)- Jogo da memória com frutas,

Objetivo:
Desenvolver o raciocínio lógico, atenção, concentração, a memorização e principalmente a capacidade de observação, o respeito a regras.

Procedimento:
Recortar quadrados no tamanho 15X15 no papelão, onde devem ser desenhadas algumas frutas,  escolhidas pelas crianças. As figuras devem ser  confeccionadas em pares. Além de desenhar e pintar o material é muito divertido de brincar. Cada hora uma criança vira, se acertar vira outra, enquanto os outros esperam a vez.

Sugestões de brincadeiras:

3)- Cobra-cega

Objetivo:
Estimular o desenvolvimento da percepção tátil. Aprender a lidar com a frustração de ser pego ou não pegar ninguém.

Procedimento:

Uma das crianças tem o os olhos vendados e deve pegar as outras, a brincadeira deve ter regras bem claras, um espaço que eles não podem transpor, por exemplo, deve ser um espaço com segurança para que ninguém se machuque.

4)- Andar de trem;

Objetivo:
Contribuir para a socialização e a integração das crianças enquanto brincam.
Contribuir para o desenvolvimento da linguagem;
Contribuir para o desenvolvimento da expressão corporal.

Procedimento:
As crianças deverão andar com as mão no ombro do amigo, em forma de trem cantando a música e realizando os gestos propostos de acordo com a música: “Eu vou andar de trem”.

5)- Corre cotia;

Objetivo:

Desenvolver a praxia global (coordenação motora) e agilidade corporal.
Procedimento:
As crianças sentarão em uma roda e cantarão a música “Corre cotia”, uma será o comandante e outras respondentes, o comandante terá nas mãos um lenço e colocará (na ultima frase), atrás de uma criança. Essa criança deverá pegar o lenço e correr para pegar a que colocou esta deverá se sentar rapidamente no local da outra, e assim sucessivamente.

6)- Batata quente

Objetivos:
Contribuir para a socialização das crianças;
Desenvolver a atenção e a agilidade enquanto brincam.
Material:
Uma bola, ou algo para ser a batata quente.
Procedimento:
As crianças deverão permanecer sentadas no circulo, voltadas para o centro. Uma delas escolhida por sorteio começa a brincadeira sentada de costa para o grupo e cantando “batata-quente, quente,…..queimou”. A criança que estiver com o objeto na mão neste momento deverá continuar cantando.

7)- Põe a mão na cabeça (musica da raposa)

Objetivo:
Contribuir para o desenvolvimento corporal identificando as partes do corpo;
Contribuir para a socialização das crianças e para o desenvolvimento da linguagem enquanto cantam a música, contribuir para desinibir as crianças.

Procedimento:
Ao cantarmos a música da raposa às crianças deverão repetir os gestos mostrando as partes do corpo nela referidas.

8)- Vamos passear (jogo simbólico).

Objetivo:
Desenvolver da imaginação e da fantasia, assimilação da realidade ao “eu”.
Procedimento:
Através do “faz de conta”, estimularemos as com algumas brincadeiras utilizando os materiais da sala.
Pois na sua imaginação ela pode modificar sua vontade, usando o “faz de conta”, ainda mais quando expressa corporalmente as atividades.
Faremos de conta que estamos em uma floresta, e daremos inicio ao nosso passeio por esta aventura que imaginaremos juntos.

9)- Música fui a fonte do tororó;

Objetivo:
Desenvolver a capacidade de escolha, identificar as preferências dos alunos em relação as amizades, identificar possíveis dificuldade de relacionamento, melhorar a auto-estima das crianças.

Procedimento:
Canta-se a música fui a fonte do tororó como de costume, e cada hora e a vez de uma das crianças ficarem no meio da roda, sugiro a professora começar e chamar em primeiro aquela criança que aparentemente teria pouca probabilidade de ser escolhida pelo grupo, e a cada nova etapa só se pode escolher quem ainda não foi, de modo que todos participem.

Procedimento global: Após cada brincadeira acima citada é interessante que se faça o registro através de desenhos espontâneo, e roda de conversa sobre as emoções afloradas diante da atividade. Cada criança pode expor como se sentiu, ao perder, ao ganhar, ao ser escolhido, ao não ser escolhido, etc.

As regras para cada brincadeira podem ser feitas através de desenhos para colorir, como fazemos com as regrinhas de turma, então antes de cada brincadeira a professora explica as regras e as crianças pintam, tendo esta como mais uma forma de registro.

Avaliação:

O brincar é de suma importância no desenvolvimento infantil por este motivo é importante desenvolver um projeto focado em jogos e brincadeiras.
Em todas as aulas as crianças devem ser convidadas a sentarem-se na roda de conversa, onde se discute sobre os mais variados assuntos (final de semana, meu brinquedo favorito, minha família, os combinados, a chamada entre outros); em sequência apresenta-se à proposta, falando sobre o projeto e a atividade a ser trabalhada no dia vigente.
Todos devem saber  o tema do projeto e  o que este significa, todos devem ter acesso aos diversos tipos de jogos e brincadeiras, tanto livres como de regras simples, promovendo assim o desenvolvimento do raciocínio lógico de todo o grupo, respeitando a etapa desenvolvimento individual de cada criança.

 

Siga-nos no Facebook

Readers Comments (5)

  1. QUE BOM QUE ACHEI O TEU BLOG PATRÍCIA, ESTAVA PROCURANDO ALGO ASSIM HÁ DOIS DIAS, ESTOU TENTANDO ELABORA UM PROJETO EDUCACIONAL PRA CRIANÇAS NUM ALBERGUE, NÃO SOU PEDAGOGA, E FAREI ESSE TRABALHO VOLUNTARIAMENTE. O SEU BLOG CLAREOU MINHA CABEÇA E ME DEU UM NORTE! MUITO GRATA PELO TEU TRABALHO. SE VC TIVER OUTRO MEIO DE COMUNICAÇÃO EU FICAREI FELIZ EM ADICIONA-LA.
    GRATIDÃO. ABRAÇOS
    CAMILA ÓFILA

  2. QUERIDA VC ESTÁ DE PARABÉNS QUE DEUS TE ABENÇOE O SEU BLOG ME AJUDOU MUITO POIS ESTOU APENAS COMEÇANDDO A TRABALHAR NA ÁREA MARAVILHOSA QUE É A EDUCAÇÃO.SUCESSO PARA VC,BJ IANA GOVERNADOR VALADARES-MG

  3. achei maravilhoso seu blog me ajudou bastante

  4. QUERIDA AMEI, OBRIGADA VOCÊ ME AJUDOU MUITO.

  5. Maravilhoso! Estou fazendo o curso de pedagogia e seu blog me ajudou muito em um trabalho. Parabés por sua iniciativa!

Leave a comment

Your email address will not be published.


*